terça-feira, 19 de julho de 2011

Still alive

Checklist - Julho 2011



Chico Bento 55
"Dois Sacis no meu Aniversário!" -
É aniversário do Chico e o arrastapé tá rolando solto! Dancinhas de quadrilha, bandeirolas, chapéuzinhos, compotas de doces de abóbora, farofa de torresmo e músicas do Leão Santana dão o tom brejeiro da trama. Tudo prosseguia na santa paz até que dois sacis invejosos resolvem colocar em prática um antigo plano de vingança contra o caipirinha mais invocado da Vila Abobrinha e estragar de vez com a festança...

Eu tinha criado essa dupla há muitos anos (ainda na época da finada Globo) na história "Dois Sacis numa Garrafa" que foi publicada na revista Chico Bento 275 (setembro de 1997) e depois eles fizeram outra aparição na história "A Revanche dos Sacis", que saiu no Chico Bento 306 (Outubro de 1998), e agora eu decidi trazê-los de volta à cronologia para transmitir uma importante mensagem sobre "quadrinhos como forma de expressão artística"...





Almanaque do Cebolinha 28
"Coqueluche!" -
Dona Cebola está empolgada com seu curso de tricô por correspondência e decide bolar um plano infalível para abrir uma lojinha na garagem, exportar cachecóis para o mundo todo e finalmente se tornar a nova dona da rua (sim, delírios de grandeza é uma patologia genética). Usando sua poderosa capacidade de envergonhar o filho e ainda assim fazer chantagem emocional, ela convence o pobre Cebolinha a virar manequim de cachecol. O garoto, que não é bobo nem nada, sabe que vai ser motivo de piada no bairro inteiro (caso você ainda não tenha se tocado, cachecol é coisa de gente afrescalhada) e faz de tudo (e mais um pouco) para fugir dessa situação ridícula...





Almanaque da Mônica 28
"Que fim levou o Sansão?"
- Era uma noite de sexta-feira, como outra qualquer. As meninas tinham se reunido na casa da Mônica para mais um dos seus jantarzinhos com bonecas... e elas nem imaginavam o que estava por vir. Assim começa esse verdadeiro clássico da dramaturgia em quadrinhos. Essa aventura conta a história de três detetives investigativas (Mônica, Magali e Denise) e seus esforços para descobrir que fim levou o Sansão, e nessa viagem de auto-conhecimento e negação, Mônica acaba descobrindo que não é ninguém sem o seu coelhinho de pelúcia! Conseguirá nossa heroína quebrar os tabus da sociedade e seguir seu caminho como uma mulher forte e decidida? Ou no final da história ela vai encontrar seu amuleto perdido e voltar à sua rotina de co-dependência e submissão?

SPOILER: Participação especial da Carmem da Esquina, Tevêluizão, Xabéu e do Ogro Igor.

PS: Na época em que foi publicado (maio de 2006) esse roteiro fazia parte do meu projeto de histórias interligadas (tramas que se conectavam entre si) e fazia par com outras 3 aventuras: "Um dia no Sítio" (Cebolinha 239), "A Aposta" (Magali 396) e "O Melhor Amigo" (Cascão 460). É uma pena que ele tenha sido republicado sozinho, se viesse acompanhado dos outros 3 roteiros, os leitores teriam um panorama completo de tudo o que estava rolando na história...

Na época, quem tinha as edições originais podia até juntar as 4 capas e formar uma imagem única e contínua:

Tá certo, as coloristas não ajudaram muito na composição do poster, mas você entendeu o espírito da coisa ;)


Ah, quase esqueci de avisar! Eu atualizei o checklist de junho com a história "Minha Namorada!" que saiu no Almanaque da Magali 27 =D


Abração!!!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Here they come

Bill Watterson



Resolvi fazer um desenho rápido pra comemorar o aniversário de um dos autores mais influentes dessa geração.

A idéia surgiu quando eu vi esse esboço que o Paulo Back fez do Papa-Capim, baseado na ilustração mais icônica do Calvin.

Abração!!