sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

The Cowboy's Christmas Balls

Especial de Natal da Turma da Mônica





Para celebrar a noite do dia 24 de dezembro, a Rede Globo exibirá o especial "As doze badaladas dos sinos de Natal" baseado num roteiro meu que saiu em 2007, no gibi "Mônica Especial de Natal" n°1 da Editora Panini.





Na trama, o coelho da Mônica some e ela vai tirar satisfações com Cebolinha. O menino, que está ajudando a mãe com a decoração de Natal de sua casa, cheio de alegria pela data especial, é surpreendido com a chegada da baixinha muito zangada.





Cebolinha fica triste com a acusação, já que nessa época do ano todos devem ser bons uns com os outros, mas logo descobre o verdadeiro culpado: Cascão, que aparece todo sujo após fugir de Mônica. A campainha da casa de Cebolinha toca pela terceira vez e agora é Magali, chorando, pois sofreu uma grande injustiça: sua mãe não a deixou comer a ceia de Natal antes da hora.





Quando a bagunça começa, Cebolinha cobra de todos o espírito natalino, mas Mônica, Cascão e Magali voltam a brigar e a confusão só é interrompida pelos sinos de Natal.





A atração "As doze badaladas dos sinos de Natal" será exibida sábado, dia 24/12/11, após o Zorra Total em uma edição especial do TV Globinho.





Não esqueçam também do Especial de Natal do PENADINHO (em 3D) - neste sábado, às 09h45, na TV GLOBO






Fonte: Rede Globo exibe especial da Turma da Mônica na noite de Natal

domingo, 23 de outubro de 2011

This gun´s for hire

Paulo Back



Saiu uma matéria bem bacana no NoticiaD sobre um dos melhores roteiristas da MSP, o superfoda (e meu amigo \o/) Paulo Back.

Na entrevista ele conta como é trabalhar com a Turma da Mônica, o processo de criação dos quadrinhos e mais uma porrada de coisas.

Tomei a liberdade de copiar alguns trechos:

Já havia dois anos que Paulo Back trabalhava em um escritório de arquitetura na Capital. Nas horas vagas, ele rabiscava desenhos em papel sulfite para alimentar um sonho de infância: ganhar a vida desenhando para a Disney ou para a Turma da Mônica.

Quando um amigo começou a trabalhar na empresa de Mauricio de Sousa, Paulo viu a oportunidade de mostrar para o criador da Mônica e do Cebolinha os rascunhos que estavam guardados.




"O Mauricio olhou meio assim e disse que se eu quisesse desenhar ainda ia apanhar muito para acertar os traços. Mas falou que eu poderia fazer o roteiro das historinhas", lembra.

No começo, a cada três histórias que Paulo escrevia, o chefe aprovava uma. Logo, Maurício de Sousa começou a aprovar todas e hoje, dezessete anos depois, Paulo escreve de 160 a 180 páginas por mês.

"No começo era complicado porque eu nunca tinha escrito histórias para crianças. É sempre uma batalha, ainda hoje é muito difícil. Quem trabalha na área criativa não pode desligar nunca", conta.

Para não desligar, Paulo trabalha de manhã, de tarde e de noite usando apenas lápis, papel, caneta nanquim e idéias.




"Uma vez me disseram que criar é como um enorme poço em que quanto mais água nós tiramos mais água aparece. Mas se parar ele seca."

A fonte das idéias para as historinhas vem de muitos lugares. Paulo diz que elas surgem das memórias da infância, de inspirações em filmes, desenhos e quadrinhos ou da vida cotidiana no apartamento onde mora com a esposa e dez gatos.

"Ele deve tirar as idéias das historinhas nos gatos que ele tem", conta o porteiro do prédio de Paulo, bem no Centro de Florianópolis. Com tanta paixão por gatos, não é difícil imaginar que o personagem preferido do roteirista seja o gato Mingau, da Magali. Mas na verdade, o personagem favorito do roteirista é aquele sobre o qual ele está escrevendo.




"Muitas vezes eu sou só um instrumento entre o personagem e o papel", destaca. Essa relação com o mundo imaginário criado por Mauricio de Sousa já rendeu boas histórias.

Ao receber por e-mail uma dessas correntes de PowerPoint que contava uma história de amizade entre o Cebolinha e o Cascão, Paulo Back finalmente sentiu que seu trabalho estava recompensado. Pouca gente sabe que essa que é uma das historinhas mais reproduzidas na internet é dele. Mas ele sabe e isso lhe basta.

Da cabeça de Paulo Back também surgiu a história da irmã de Chico Bento. Em 1990, uma edição dos quadrinhos narrou o nascimento da irmã de Chico Bento, que morreu quando bebê e virou estrela. Quinze anos depois, Paulo teve a ideia de trazer a personagem de volta em “O presente de uma estrelinha”, que virou capa e também ficou famosa. Nela, a irmã de Chico Bento volta dos céus para lhe dar a esperança. de presente de aniversário: Os olhos marejados de Paulo ao relembrar dessa história não enganam: “Eu trabalho como adulto e penso como criança.” Eis aí um homem que ama o que faz.





Confira a matéria completa: Trabalho de adulto, imaginação de criança

E quem quiser seguir o Paulo Back no Twitter, o perfil dele é esse aqui!

Abração!!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Shoot at the Devil

Carnaval Nerd



Nos dias 14, 15 e 16 de Outubro acontecerá a 18ª edição da Fest Comix, maior evento de Quadrinhos e Mangás do Brasil, reunindo lojas e atrações do segmento com exclusividades para a edição de 2011.




Realizado no Centro de Convenções São Luis, próximo à Avenida Paulista, conta com mais de 2000m² de espaço, divido entre estandistas e expositores, além da mega feira da Comix Book Shop com desconto de 20% a 80% em todos os seus produtos, inclusive lançamentos.


Queima de estoque! O gerente ficou maluco!



Na Arena Banco do Brasil, bate-papo e palestras com diversos artistas e profissionais dos quadrinhos, tais como Mike Deodato Jr, Will Conrad e Ariel Olivetti (desenhistas da Marvel), a galera da Pipoca e Nanquim (blog com videocast e podcast sobre quadrinhos e cinemas), Ação Magazine (revista com publicações de mangás nacionais) entre outros convidados.


Vem gente! Tem Naruto!



No palco principal, atrações e concursos especiais para crianças e adultos. As crianças podem participar de várias brincadeiras valendo prêmios. Os adultos vão conferir mais uma etapa do Concurso Comics Cosplay BR, concurso para cosplayers de super-heróis. E uma grande novidade: a primeira edição da YCC (Yamato Cosplay Cup) nas categorias: Tradicional Individual e Desfile, valendo vaga para a grande final no Anime Friends 2012! E pela primeira vez no Fest Comix, apresentações de KPOP (Korean Pop Dance) com grupos brasileiros mostrando que sabem colocar o público para dançar!


É tipo um carnaval, mas com muito mais vergonha alheia



A exposição da Limited Edition se fará presente novamente no Fest Comix, mais de 600 estátuas, action figures e gashapons de todos os estilos e gostos.




Para mais informações acesse o site do evento.

Serviço:

18º Fest Comix


Data: 14, 15 e 16 de Outubro
Endereço: Centro de Convenções São Luís - Rua Luis Coelho, 323 (próximo ao Metrô Consolação, atrás da Avenida Paulista)
Horários: Sexta e Sábado (14 e 15) das 10:00 às 20:00 e Domingo (16) das 10:00 às 18:00
Valores: R$ 10,00 (meia-entrada para todos os visitantes) ou R$ 7,00 para clientes Banco do Brasil que apresentarem o Cartão OuroCard nas bilheterias.
Cartões de Crédito aceitos: Visa, MasterCard, Dinners, Aura, American Express.

Fonte: http://www.festcomix.com.br/evento.shtml

terça-feira, 11 de outubro de 2011

We're in this together




Pra quem não lembra, eu já postei o video original dessa música do NIN bem aqui \o/

Especial do Dia das Crianças (e do Dia das Bruxas)



Para animar o Dia das Crianças, a Globo exibe na próxima quarta (12) o especial “Bruxarias no Aniversário”, da “Turma da Mônica”. Na trama, a turma é convidada para o aniversário da Magali.




O problema é que a tia Nena, encarregada de enviar os convites, troca dois eventos. A senhora chama as integrantes de uma convenção de bruxas para o aniversário da sobrinha e manda Mônica e seus amigos para um castelo assombrado.

Agora, tia Nena tem que subir em uma vassoura junto com Magali para resgatar a garotada.





O roteiro do desenho animado foi baseado numa história genial do Paulo Back que saiu na edição Magali n°53 em maio/2011




Fonte: No Dia das Crianças, Globo exibe especial da "Turma da Mônica"

terça-feira, 4 de outubro de 2011

So tell me what you need

TRU Hardcore - 2

Quem é fã de verdade da Turma da Mônica tem que estampar o bicho pro mundo todo ver. Se você não tem uma tattoo muito foda, você é só mais um arroz de festa.


Mônica

Cebolinha

Mônica

Mingau e o desenho original

Mônica

Ronaldinho

Mônica

Ronaldinho

Mônica


Se você não viu o outro post com mais tattoos de personagens da Turma da Mônica, clique aqui!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

I'm on a path that you'll never comprehend


Checklist - Agosto 2011



Chico Bento 56
"A Galinha que queria voar!" -
Era uma vez uma galinha chamada Giserda... e essa galinha tinha um sonho... nascer de novo com a cara super estilosa e mega foda da Alison Mosshart, mas como esse sonho é meio difícil de realizar, ela decidiu que queria voar! Custe o que custar! Não que tivesse grana envolvida na parada, ela é só uma galinha e vende ovos na feira para sustentar a família... pagar para realizar o sonho estava fora de questão. Resolveu então escrever uma cartinha de próprio punho para o programa do Gugu, mas lembrou que não tinha punho (e nem mãos) para realizar tal tarefa... Comovidos com o drama da pobre galinha, Chico Bento e Zé Lelé decidem ajudá-la a realizar seu projeto de vida!

Venha você também se emocionar com essa tocante história que mostra a impressionate jornada de um valente ser humano (bom, na verdade, uma galinha) que não poupa esforços para realizar suas mais majestosas fantasias!

PS: O verbo "realizar" foi utilizado 5 vezes no texto acima. E nenhum deles foi ferido durante as gravações.






Mônica 56
"O Julgamento do Bode Comilão!" -
Era uma vez um bode chamado Bufa... e esse bode tinha um sonho... nascer de novo com a cara super estilosa e mega foda da Alison Mosshart, mas como esse sonho é meio difícil de realizar, ele decidiu que iria devorar tudo o que visse pela frente, virar um gordo frustrado e passar o resto dos seus dias postando fotos de comida no twitpic. O papo que corre na boca miúda é que ele já comeu o coelhinho da Mônica, a bola de capotão do Cebolinha, o boné do Jeremias, a melancia da Magali, o boneco paraquedista do Cascão e até o pai do Xaveco.

Mas como essa história está muito mal contada (o pai do Xaveco foi visto, vivinho da silva correndo de sunga preta na orla da Barra da Tijuca), Anjinho decide fazer o papel de advogado do diabo e provar a inocência do pobre Bufa. Seguindo essa pegada de Law & Order, CSI e Sonia Abrão, essa história continua mostrando momentos clássicos e importantes do passado negro da Turma do Bairro do Limoeiro (sim, porque atualmente eles já cresceram, viraram mangá e aprontam altas confusões num clima super divertido de aventura e muita azaração na revista Turma da Mônica Jovem), em outras palavras, tudo isso é flashback :P

SPOILER: Participação especial da Isolda, a linda borboleta grená do Anjinho.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Still alive

Checklist - Julho 2011



Chico Bento 55
"Dois Sacis no meu Aniversário!" -
É aniversário do Chico e o arrastapé tá rolando solto! Dancinhas de quadrilha, bandeirolas, chapéuzinhos, compotas de doces de abóbora, farofa de torresmo e músicas do Leão Santana dão o tom brejeiro da trama. Tudo prosseguia na santa paz até que dois sacis invejosos resolvem colocar em prática um antigo plano de vingança contra o caipirinha mais invocado da Vila Abobrinha e estragar de vez com a festança...

Eu tinha criado essa dupla há muitos anos (ainda na época da finada Globo) na história "Dois Sacis numa Garrafa" que foi publicada na revista Chico Bento 275 (setembro de 1997) e depois eles fizeram outra aparição na história "A Revanche dos Sacis", que saiu no Chico Bento 306 (Outubro de 1998), e agora eu decidi trazê-los de volta à cronologia para transmitir uma importante mensagem sobre "quadrinhos como forma de expressão artística"...





Almanaque do Cebolinha 28
"Coqueluche!" -
Dona Cebola está empolgada com seu curso de tricô por correspondência e decide bolar um plano infalível para abrir uma lojinha na garagem, exportar cachecóis para o mundo todo e finalmente se tornar a nova dona da rua (sim, delírios de grandeza é uma patologia genética). Usando sua poderosa capacidade de envergonhar o filho e ainda assim fazer chantagem emocional, ela convence o pobre Cebolinha a virar manequim de cachecol. O garoto, que não é bobo nem nada, sabe que vai ser motivo de piada no bairro inteiro (caso você ainda não tenha se tocado, cachecol é coisa de gente afrescalhada) e faz de tudo (e mais um pouco) para fugir dessa situação ridícula...





Almanaque da Mônica 28
"Que fim levou o Sansão?"
- Era uma noite de sexta-feira, como outra qualquer. As meninas tinham se reunido na casa da Mônica para mais um dos seus jantarzinhos com bonecas... e elas nem imaginavam o que estava por vir. Assim começa esse verdadeiro clássico da dramaturgia em quadrinhos. Essa aventura conta a história de três detetives investigativas (Mônica, Magali e Denise) e seus esforços para descobrir que fim levou o Sansão, e nessa viagem de auto-conhecimento e negação, Mônica acaba descobrindo que não é ninguém sem o seu coelhinho de pelúcia! Conseguirá nossa heroína quebrar os tabus da sociedade e seguir seu caminho como uma mulher forte e decidida? Ou no final da história ela vai encontrar seu amuleto perdido e voltar à sua rotina de co-dependência e submissão?

SPOILER: Participação especial da Carmem da Esquina, Tevêluizão, Xabéu e do Ogro Igor.

PS: Na época em que foi publicado (maio de 2006) esse roteiro fazia parte do meu projeto de histórias interligadas (tramas que se conectavam entre si) e fazia par com outras 3 aventuras: "Um dia no Sítio" (Cebolinha 239), "A Aposta" (Magali 396) e "O Melhor Amigo" (Cascão 460). É uma pena que ele tenha sido republicado sozinho, se viesse acompanhado dos outros 3 roteiros, os leitores teriam um panorama completo de tudo o que estava rolando na história...

Na época, quem tinha as edições originais podia até juntar as 4 capas e formar uma imagem única e contínua:

Tá certo, as coloristas não ajudaram muito na composição do poster, mas você entendeu o espírito da coisa ;)


Ah, quase esqueci de avisar! Eu atualizei o checklist de junho com a história "Minha Namorada!" que saiu no Almanaque da Magali 27 =D


Abração!!!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Here they come

Bill Watterson



Resolvi fazer um desenho rápido pra comemorar o aniversário de um dos autores mais influentes dessa geração.

A idéia surgiu quando eu vi esse esboço que o Paulo Back fez do Papa-Capim, baseado na ilustração mais icônica do Calvin.

Abração!!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Closer to God

QUAKE




"Today is June 22nd!
Happy 15 Year Anniversary for Quake 1!"


E pra comemorar o 15° aniversário desse que foi (e ainda é) o melhor jogo de todos os tempos, eu vou colocar aqui o link que eu tinha prometido há dois anos da história completa que eu escrevi onde o Cebolinha e Cascão entram no mundo de Quake (na verdade o pessoal do site da Mônica já tinha disponibilizado a história há muito tempo, mas eu tinha esquecido completamente de verificar se já estava no ar) :P

Bom, tá aí... é só clicar nos links:


Cebolinha e Cascão - Um joguinho Muito Louco! (parte 1)
Cebolinha e Cascão - Guerreiros Virtuais! (parte 2)
Cebolinha e Cascão - O Chefão do Final! (parte 3)

Algumas considerações devem ser feitas para o melhor entendimento da história:

Pág 03: Em 1998, o ano em que a história foi originalmente publicada, a internet ainda estava engatinhando no Brasil, pouca gente tinha acesso e tudo era feito via conexão discada. Qualquer coisa que você quisesse baixar da rede demorava horas para carregar, por isso o Franjinha aparece dormindo na frente do PC.
No quinto quadrinho, a palavra "download" foi grafada errada pelo letrista.

Pág 06: Nessa época, aqueles famigerados livrinhos 3D (onde você precisava torcer os olhos para reconhecer as imagens escondidas) ainda estavam na moda.

Pág 13: As senhas que o Cascão usa funcionam de verdade no jogo.




Pra quem ainda estava nas fraldas quando Quake saiu em 1996 e não sabe da importância do jogo, deixa eu dar algumas explicações... Quake foi o primeiro first-person-shooter que foi feito em 3D (Doom era apenas 2D, seus mapas não tinham profundidade e seus monstros eram como bonequinhos de papel recortado que não assustavam ninguém) e também o primeiro jogo com suporte ao protocolo TCP/IP que possibilitou a jogatina via internet, reunindo milhares pessoas divididas em Clãs, Guildas e Times para jogar deathmatch, team-deathmatch ou capture the flag na rede (ou em lan-parties). Resumindo, sem ele, nenhum desses joguinhos cheirando a Ovomaltine (como Halflife, Counter-Strike, Team Fortress, Halo, Call of Duty, Battlefield e Left4Dead) sequer teriam existido.







Sem falar também que, além de possuir uma ambientação lovecraftiana e demoníaca que nenhum outro jogo conseguiu superar até hoje, Quake vinha acompanhado de uma absurda e assombrosa trilha sonora assinada por Trent Reznor do Nine Inch Nails (sim, por isso tínhamos o logo do NIN nas velhas caixas de pregos)...




Quake também foi o jogo que realmente popularizou a criação de mods (que na época chamavam-se "total-convertions" ou "partial-convertions") por conta do imenso suporte de uma comunidade que não só apoiava, como também dividia com os outros desenvolvedores seus códigos, programações, mapas e modelos em 3D. Uma comunidade que está viva até hoje (15 anos depois) e que continua a liberar material inédito constantemente. Só pra exemplificar, os sites QuakeOne, Quaddicted, Inside3D e Func_Msgboard trazem atualizações regulares sobre novas engines, novos mapas, novas armas e novos monstros, sem contar os diversos fóruns de discussão sobre programação e desenvolvimento de jogos. Além disso, essa semana estreou a Quake Expo 2011 (uma espécie de exposição on-line de modders e mappers), que comemora o aniversário do título.




E pra você, que não participou desse verdadeiro evento cataclísmico que foi jogar em primeira mão o game que mudou toda a indústria dos games, John Carmack (o criador do Quake) anunciou essa semana que está cozinhado o tão esperado retorno de Shambler, Vore, Fiend e cia. Por enquanto não é nada certo e o projeto ainda nem está no papel, mas só o fato do cara pensar em voltar aos corredores sombrios do universo de Shub-Niggurath (a cabra negra dos bosques) já é motivo de festa para os TRU-QUAKERS.


"Ia! Ia! Shub-Niggurath! The Black Goat of the Woods with a Thousand Young!"


==================================================================================


PS: Sim, eu tenho uma tattoo do Quake no braço... e você?

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Morcegóvia

Checklist - Junho 2011 (atualizado)



Cebolinha 54
"A Volta do Dr Spam!" ou "As várias voltas do Dr Spam!" -
Essa edição mostra o incrível retorno do Dr Spam, o maior vilão do mundo virtual, ao Bairro do Limoeiro. Sempre curti a idéia médico/monstro do Professor Spada, mas como vilão ele nunca foi muito bem aproveitado... espero que com essa história ele se torne uma espécie de vilão "oficial" do Cebolinha que, apesar de ter mais anos de estrada que a Mônica, o Cascão e a Magali, ainda não possui nenhum arqui-inimigo de verdade... A Mônica tem o Lorde Coelhão (que aparece muito raramente, é verdade, mas é legal pra cacete), a Magali tem a Bruxa Viviane (e mais uma infinidade de bruxas que aparecem em seus roteiros) e o Cascão tem uma galeria gigantesca de vilões (Capitão Feio, Dr Olimpo, Cúmulus, Cremilda e Clotilde, etc) só o coitado do Cebolinha não tinha nenhum vilão bacana, sobrava pra ele enfrentar a Mônica e estar fadado pra sempre ao fracasso... vamos ver se a partir de agora a coisa muda de figura :P





Almanaque da Magali 27
"Minha Namorada!" -
Cebolinha (o garoto mais inseguro e com a menor auto-estima do Bairro do Limoeiro) acha que só vai conseguir o respeito da sociedade se tiver uma namorada. Nessa viagem de querer viver de aparências, ele inventa que a Magali é sua namorada (para impressionar os garotos da rua de baixo) e acaba se encrencando todo porque a menina já é comprometida com o filho do padeiro. Seguindo essa linha de mentiras (fraudes, traições e exames de DNA) a enganação rola solta até que a Magali resolve dar um basta nessa palhaçada toda e acaba com a graça do pobre garoto iludido, ensinando à todos uma importante lição de moral... tudo isso em apenas seis páginas! =D


Abração!!!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

One more beer

AVP:Redemption



AVP:Redemption é um fan film lançado em Maio de 2010, criado por Alex A. Popov com o propósito de agradar os fãs das duas franquias (Aliens e Predadores) e também para mostrar ao mundo como um filme de Aliens Vs Predadores deveria ser feito.



O curta foi filmado ao longo de 2 anos e custou apenas 500 dólares. Alex A. Popov filmou, dirigiu, editou, criou os efeitos especiais, efeitos sonoros e o caralho a quatro.



O design dos cenários foi feito por "Thearrel 'Kiltron' McKiney" no "Maya" e renderizados na engine do game "Doom 3" criado pela "ID Software", enquanto os modelos em 3D dos Aliens foram criados por "Swidhelm" e animados no "Poser".



O Predador do filme não tem um nome específico. O autor o chama simplesmente de "Scott", enquanto os fãs o batizaram de "Rogue" ou "Spartan".



A história tem início na espaçonave Sulaco (a mesma que apareceu no filme "Aliens"), agora usada como uma estação de pesquisa genética da empresa Weyland-Yutani. Seus tripulantes descobriram uma nave abandonada e resgataram o que pensavam ser um cadáver alienígena.



38 horas mais tarde, o contato com Sulaco é perdido e uma outra nave é mandada para investigar. Algum tempo depois, no planeta natal dos Predadores, o Rei toma conhecimento da situação e envia um dos seus guerreiros para eliminar quaisquer evidências da sua raça...




Abaixo, algumas imagens da pré-produção:


Novo design usado para o predador "Spartan".


Modelo em 3D usado para os Aliens


Novo design para o Predalien.


Modelo em 3D usado para a Alien-Queen



Assista abaixo esse curta que é, provavelmente, o melhor fan-film de Aliens VS Predadores já criado (em tela cheia, por favor):




Confira mais imagens nessa galeria e também uma entrevista com o autor do curta.